skip to Main Content

A coluna negra Braima Mané

A Coluna Negra Braima Mané

Publicado em: A coluna negra Braima Mané

 

Somos um coletivo formado por estudantes negras e negros da Universidade Federal de Ouro Preto. Diante das práticas de exclusão que vivenciamos e testemunhamos na academia, nos aliamos como estratégia de força e proteção; uma rede negra ciente dos mecanismos produzidos por uma sociedade estruturada no racismo.

Levamos o nome de Braima Mané como referência afetiva ao estudante de Ciências Econômicas da UFOP, vindo de Guiné Bissau. Braima Mané, como nós veio da África, como nós teve suas terras colonizadas pelos portugueses, como nós escondia sua tristeza com um sorriso de luz, chegando do fundo da terra, do ventre da noite, da carne do açoite, dos turvos porões, do fundo do medo, das surdas correntes.

Entoamos o nome de Braima novamente afim de negritar este espaço. Denegrimos as humanidades à medida que acreditamos em múltiplas possibilidades de conhecimento, quando nos colocamos como sujeitas/os em nossos discursos, quando produzimos arte e aprendizado, quando não nos calamos frente ao epistemicídio que insiste em assassinar a nossa intelectualidade.

A coluna negra Braima Mané tem por objetivo vincular produções de nossos membros em sua ampla magnitude junto à HH Magazine. Produziremos conteúdos que envolvem nossas pesquisas acadêmicas, trabalhos artísticos e culturais dentre outras demandas. Como se fosse a noite, cê vê tudo preto.

Nossa forma de ser e estar no mundo foi vista como fetiche, primitivismo, barbárie. À nossa história foram reservados lugares acorrentados. Nos jogaram na lata de lixo. Tentaram falar de nós e por nós, nos objetificaram, nos reduziram, infans nos disseram. Nos voltamos então a Lélia Gonzalez para assumir nossa própria fala nesta coluna, ou seja, o lixo vai falar, e numa boa.

 

 

 

SOBRE O COLETIVO

Fonte: A coluna negra Braima Mané
Feed: HH Magazine
Url: hhmagazine.com.br
This Post Has 0 Comments

Comentar

Back To Top