skip to Main Content

Ao encontro de Antonio Negri

Publicado em: Ao encontro de Antonio Negri

O filósofo e militante Antonio Negri faleceu em Paris no final de 2023. O seminário conta com intervenções de quem, em Portugal, foi interpelado pela sua atividade e pensamento. Uma oportunidade para conhecer e debater temas tão variados como a globalização, a revolução de Outubro, a filosofia de Espinosa, a precariedade, o anti-americanismo, o longo 68 italiano, o marxismo, as transformações do trabalho, a biopolítica, o pós-estruturalismo, as metrópoles ou a história do movimento operário.

Entrada livre

Organizadores: Amedeo Policante, Bruno Peixe Dias e José Neves

5 fev. ’24 

09h00-18h10 | Auditório |

9h00 – Receção, café e bolachas

9h15 – Abertura

9h30-10h50 | Trabalho, Produção e Precariedade

  • O conceito de trabalho produtivo em Antonio Negri, Irene Viparelli
  • O conceito de empreendedorismo em Hardt e Negri: do trabalho à política, José Nuno Matos
  • Negri em Movimento: fábrica social, precariado e subjetividades políticas, José Soeiro
  • Negri e o Rendimento Garantido, Gonçalo Marcelo

11h-12h40 | Democracia, Política e Filosofia

  • A democracia imanente de Toni Negri, José Gil
  • Novos Espaços de Liberdade, Susana Caló
  • Negri, intérprete de Maquiavel, Giovanni Damele
  • Soberania e potência do pensamento: Antonio Negri como historiador da filosofia, Bruno Peixe Dias
  • O voluntarismo a contra-ciclo: dois países na Europa, Isabel do Carmo

pausa para almoço

13h50-15h10 | História, Economia e Império

  • Proletariado: o nome e a coisa, Manuel Villaverde Cabral
  • Lenine para além de Lenine. Notas sobre “Partito operaio contro il lavoro (1973)”, Ricardo Noronha
  • Keynes, Negri e a socialização do capitalismo, João Rodrigues
  • Comunismo, Nacionalismo e Império, José Neves

15h20-16h40 | Comunismo, Pós-Estruturalismo e Violência

  • “Eu tenho dois amores” – Negri, Camatte e a substância do comunismo, Luhuna Carvalho
  • Os muitos nomes do comunismo, Fernando Ramalho
  • Comunistas como nós, Godofredo Pereira
  • A violência como problema na obra de Toni Negri, Nuno Nabais

16h50-18h10 | General Intellect, Máquinas e Antropoceno

  • Intelecto, produção e o “Fragmento sobre as máquinas”, António Guerreiro
  • “Communism is the Scream of Life”. Fragments of a Workerist Political Ecology in Antonio Negri’s WritingsAmedeo Policante
  • For an epistemology of the fugitive: Anthropocenic violence, performativity of the border, and a feminist political project for the presentGaia Giuliani
  • Para uma ecologia-poética da multidãoAndré Barata
  • Amedeo Policante é investigador do Instituto de História Contemporânea da NOVA-FCSH e do Laboratório Associado IN2PAST
  • André Barata é professor na Universidade da Beira Interior e investigador di Praxis – Centro de Filosofia, Política e Cultura
  • António Guerreiro é crítico literário e cronista e professor convidado na FBAUL
  • Bruno Peixe Dias é investigador do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa
  • Fernando Ramalho é livreiro e músico
  • Gaia Giuliani é investigadora do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra
  • Giovanni Damele é professor na NOVA-FCSH e investigador do IFILNOVA
  • Godofredo Pereira é professor no Royal College of Art, Londres
  • Gonçalo Marcelo é investigador no Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos da Universidade de Coimbra
  • Irene Viparelli é professora na Universidade de Évora e investigadora no Centro de Investigação em Ciência política
  • Isabel do Carmo é médica e professora na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa
  • João Rodrigues é professor na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e investigador do CES
  • José Gil é investigador sénior na NOVA-FCSH e membro honorário do IFILNOVA
  • José Neves é professor na NOVA FCSH e investigador do IHC e do Laboratório Associado IN2PAST
  • José Nuno Matos é investigador no ICNOVA, NOVA
  • José Soeiro é investigador no Instituto de Filosofia da Universidade do Porto e deputado à Assembleia da República
  • Luhuna Carvalho é investigador independente, doutorado no Centre for Research on Modern European Philosophy, Kingston University, Londres
  • Manuel Villaverde Cabral é investigador emérito do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa
  • Nuno Nabais é professor na Faculdade de Filosofia da Universidade de Lisboa 
  • Ricardo Noronha é investigador do Instituto de História Contemporânea da NOVA-FCSH e do Laboratório Associado IN2PAST
  • Susana Caló é investigadora visitante no King’s College London

O Instituto de História Contemporânea é financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P. (UIDB/04209/2020, UIDP/04209/2020 e LA/P/0132/2020).

Fonte: Ao encontro de Antonio Negri
Feed: Calenda
Url: calenda.org
Back To Top