skip to Main Content

cocriação de corredores saudáveis através de soluções baseadas na natureza para a regeneração de bairros em cidades europeias

Cocriação De Corredores Saudáveis Através De Soluções Baseadas Na Natureza Para A Regeneração De Bairros Em Cidades Europeias

Publicado em: cocriação de corredores saudáveis através de soluções baseadas na natureza para a regeneração de bairros em cidades europeias

Enquadramento


A complexidade inerente nas formas de governação pública das cidades na atualidade exigem cada vez mais soluções capazes de capturar a diversidade de agendas, atores, e assimetrias e colocá-los em interação. A partilha de interesses comuns em benefício do coletivo, não é suficiente para diminuir os desafios próprios de interações entre diferentes atores, como é o caso da atuação do projeto URBiNAT de regeneração urbana inclusiva. Com financiamento no âmbito do programa europeu H2020, desde 2018, tem vindo a implementar corredores saudáveis em três cidades europeias como front-runners (Nantes, Sofia e Porto) e quatro cidades followers (Nova Gorica, Siena, Bruxelas e Høje-Taastrup), com base em modelos de participação e envolvimento ativo.  Assume como elemento central a ligação das pessoas à cidade, ao meio e entre si, através da regeneração urbana e da integração de bairros, recorrendo à implementação de soluções baseadas na natureza (NBS) pela participação e cidadania ativa da população. No conjunto de NBS já identificadas no projeto, incluem-se soluções tecnológicas e territoriais de impacto ambiental e espacial que resultarão em breve em intervenções materiais no espaço público e metodologias inovadoras de participação democrática, assim como alternativas económicas (nomeadamente iniciativas de economia social e solidária), cujo impacto se refletirá nos recursos materiais e imateriais dos cidadãos, e intervenções no tecido e dinâmica comunitários.



© Carlos Barradas | Porto, 2019


Se, por um lado, a degradação urbana é uma realidade em muitos contextos, em particular nas zonas densamente povoadas, por outro, nessas mesmas áreas, encontramos um forte potencial de organização social, apoiado em laços de solidariedade e de compromisso cívico. Por isso, o projeto assume, como ponto de partida, a dimensão do espaço público e propõe-se, paralelamente, a cocriar e co-implementar com os cidadãos novas formas de relação com a cidade inspiradas na natureza. Apesar do URBiNAT ter alcançado níveis de compromisso e laços de solidariedade com os membros da comunidade, seu processo de implementação no caso da cidade do Porto tem vindo a revelar as características específicas do mosaico que se constituiu em torno da participação dos cidadãos. E é sobre os diferentes aspectos associados às agendas e atores que se pretende refletir neste Seminário. Serão apresentados os primeiros resultados analíticos produzidos e a matriz científica que subjaz o projeto, em particular aos pilares de investigação que orientarão a próxima fase de trabalho científico.

Oradoras/es: Beatriz Caitana, Gonçalo Canto Moniz, Isabel Ferreira, Nathalie Nunes | Comentários: Claudino Ferreira




Atividade no âmbito do projeto URBiNAT – Healthy corridors as drivers of social housing neighbourhoods for the co-creation of social, environmental and marketable NBST


_________________________

 


Esta atividade realiza-se através da plataforma Zoom, sem inscrição obrigatória. No entanto, está limitada ao número de vagas disponíveis.
https://us02web.zoom.us/j/81132805565?pwd=Z1RmNVk4YmU2QlpFQVdCL1JYMTRJZz09


Agradecemos que todos/as os/as participantes mantenham o microfone silenciado até ao momento do debate. O anfitrião da sessão reserva-se o direito de expulsão do/a participante que não respeite as normas da sala.


As atividades abertas dinamizadas em formato digital, como esta, não conferem declaração de participação uma vez que tal documento apenas será facultado em eventos que prevejam registo prévio e acesso controlado.

This Post Has 0 Comments

Comentar

Back To Top