skip to Main Content

Entre o real e o imaginário, uma explosão de cor – a.muse.arte

Entre O Real E O Imaginário, Uma Explosão De Cor – A.muse.arte

Múltipla singularidade, Nicoleta Sandulescu
Lisboa, Galeria Arte Periférica (22 fev.-16 abr. 2020)

Nicoleta Sandulescu expõe obras de uma série que designa “Múltipla singularidade”, onde personagens, isolados, ocupam espaços que se adivinham domésticos, cenários povoados por objetos do quotidiano, inesperados e descontextualizados, suspensos ou em perspetivas irreais –  televisão, ferro de passar, máquina de lavar, aspirador, esfregona,  máquina de picar carne, panelas, latas de tinta, numa (in)versão do mundo feminino.

Exposição Múltipla singularidade
Nicoleta Sandulescu
Lisboa, Galeria Arte Periférica
Foto: Andrei Borta, 2020

 

Exposição Múltipla singularidade
Nicoleta Sandulescu
Lisboa, Galeria Arte Periférica
Foto: Andrei Borta, 2020
Exposição Múltipla singularidade
Nicoleta Sandulescu
Lisboa, Galeria Arte Periférica
Foto: Andrei Borta, 2020
Exposição Múltipla singularidade
Nicoleta Sandulescu
Lisboa, Galeria Arte Periférica
Foto: Andrei Borta, 2020

Os episódios são triviais, factos comuns, corpos descontraídos em gestos de preguiça, atitudes cansadas ou desesperadas nas tarefas caseiras. Constrói narrativas cruzadas e complexas de uma aparente simplicidade ou de uma quase ingenuidade, sobre fundos sobrecarregados ou liquefeitos, desfazendo perspetivas. Inventa contextos delirantes, em explosões de vibrantes cromatismos e contastes, onde se reflete vivências de uma juventude contemporânea, frenética e caótica. Atualiza a tradição das cenas de género, numa linguagem fresca e jovial.

Subentende-se uma riqueza de dicotomias, ou de complementaridades, entre o real e o imaginário, entre organização e desordem, entre continuidade (ou unidade) e multiplicidade (ou fragmentado), entre uma construção meticulosa e o gesto espontâneo, entre reflexão e impulso, entre o corpo e os objetos, entre referências ao passado e experiências coetâneas…

Série Múltipla singularidade
Nicoleta Sandulescu, 2019
Lisboa, Galeria Arte Periférica
Foto: Andrei Borta, 2020
Série Múltipla singularidade
Nicoleta Sandulescu, 2019
Lisboa, Galeria Arte Periférica
Foto: MIR, 2020

No texto de sala (de sua autoria!), Nicoleta Sandulescu refere que: “Há, nesta série, uma vontade de tomar várias direções. Há uma necessidade de desdobrar-se em vários (múltiplos) e continuar a ser apenas um (singular)”. Percebe-se essa reflexão, um percurso de experiência e de estudo, tal como é visível uma técnica treinada que deixa lugar a uma enorme e fulgurante criatividade.

A Nicoleta é jovem, ainda mais jovem porque a conheci ainda adolescente. Talvez por isso seja tão surpreendente a maturidade destas obras e a deliberada opção por uma pintura figurativa, embora já nessa altura lhe adivinhássemos o talento. Como agora cedemos à tentação de lhe adivinhar um futuro imenso no mundo da arte.

Mural
Mariana Roque, Nicoleta Sandulescu, Ruben Rodrigues e Susana Miguel
Portimão, 2012
Foto: MIR, 2012

Nota: agredeço a Nicoleta Sandulescu o envio das fotografias de Andrei Borta que ilustram este post.


Fonte: Entre o real e o imaginário, uma explosão de cor – a.muse.arte

This Post Has 0 Comments

Comentar

Back To Top