skip to Main Content

Graça Abranches (1945-2019)


Investigadora do CES durante anos, Graça Abranches morreu no passado dia 8 de dezembro.

No início da década de 1980, foi na casa, generosamente franqueada, de Graça Abranches, na altura membro do conselho de redacção da Revista Crítica de Ciências Sociais, que muito se discutiu o alargamento do CES a docentes e investigadores de Estudos Literários da Faculdade de Letras. Professora de Literatura Inglesa e pioneira dos então entre nós inexistentes Estudos Feministas, Graça Abranches não deixava nunca escapar um lapso, um deslize, uma incoerência, uma falta de rigor. Foi sempre esta a sua atitude enquanto investigadora do CES, e foi por via da sua perspectiva arguta de estudiosa e intelectual feminista que o primeiro CES muito alargou os horizontes do saber. Os trabalhos de investigação que levou a cabo – sobre literatura, didáctica, mulheres, linguagem, cultura e sociedade – são de leitura obrigatória.


Quem a teve como amiga – rigorosa, exigente, leal, solidária – sabe bem o privilégio que foi. O seu nome fica indelevelmente inscrito na história do CES.

 

Fonte: Graça Abranches (1945-2019)

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back To Top