skip to Main Content

manipulação de imagens de teor sexual

Publicado em: manipulação de imagens de teor sexual


Neste webinar discutiremos o problema das chamadas “deepfakes”, imagens manipuladas de teor sexual que compõem uma das modalidades da violência sexual baseada em imagens (VSBI). As “deepfakes”, imagens manipuladas com recurso a inteligência artificial ou software de edição de imagens, como o Photoshop, são uma realidade crescente que tem espoletado questões legais, desafiando as molduras legais e as abordagens tradicionais à violência sexual.


Neste âmbito, procuramos promover a discussão sobre a manipulação digital de imagens de teor sexual e os seus impactos nas vítimas-sobreviventes, articulando experiências e conhecimentos de académicas/os, ativistas e profissionais da área da violência sexual.

 


Intervenientes:
Inês Marinho (fundadora do Movimento Não Partilhes)
Ângelo Fernandes (fundador e Diretor Técnico da Associação Quebrar o Silêncio)


Moderação: Maria João Faustino (investigadora do projeto UnCover)

Notas biográficas

Ângelo Fernandes é o fundador da Quebrar o Silêncio — a primeira associação portuguesa de apoio especializado para homens e rapazes sobreviventes de violência sexual — e autor do livro De Que Falamos Quando Falamos de Violência Sexual Contra Crianças?, um guia dirigido a pais, mães e pessoas cuidadoras com orientações para a prevenção do abuso sexual de crianças. Além do apoio prestado aos homens sobreviventes na Quebrar o Silêncio, trabalha no sentido de informar e sensibilizar o público em geral sobre violência sexual, especificamente contra homens e rapazes, contribuindo para a erradicação de mitos e crenças sobre abuso sexual e desconstrução de estereótipos de género. Realiza ações de formação sobre violência sexual para profissionais de diversas áreas e estudantes universitários, e dinamiza workshops para pais, mães e pessoas cuidadoras para promover a prevenção da violência sexual contra crianças. Escreve sobre violência sexual para o Sapo24 e outros meios.


Maria João Faustino é doutorada em Psicologia pela Universidade de Auckland, onde fez investigação sobre heteronormalização do sexo anal no contexto heterossexual e respetivas dinâmicas coercivas. Tem feito investigação sobre violência sexual, dinâmicas genderizadas e representações mediáticas. Tem desenvolvido o tema do consentimento sexual, de uma perspectiva crítica, em publicações científicas (e.g. Violence Against Women; Feminism and Psychology) e nos media. Tem colaborado com associações feministas e de apoio a vítimas-sobreviventes de violência sexual. Colaborou em projetos sobre violência sexual baseada em imagens (VSBI) e violência na intimidade. Foi investigadora do projeto UnCover. Violência Sexual nas Paisagens Mediáticas Portuguesas.

Inês Marinho tem 26 anos e é fundadora do Movimento Não Partilhes. Como ativista, tem dedicado os últimos anos à conscientização sobre violência sexual baseada em imagens (VSBI) e as suas consequências, em particular nos públicos mais jovens. Tem promovido sessões de esclarecimento, palestras, formações e debates em escolas e universidades. Tem contribuído para colocar a VSBI na agenda política e mediática.


______________

Esta atividade realiza-se através da plataforma Zoom, sem inscrição obrigatória. No entanto, está limitada ao número de vagas disponíveis > https://zoom.us/j/83108669016 | ID: 831 0866 9016 | Senha: 251704

Agradecemos que todas/os as/os participantes mantenham o microfone silenciado até ao momento do debate. A/O anfitriã/ão da sessão reserva-se o direito de expulsão da/o participante que não respeite as normas da sala.


As atividades abertas dinamizadas em formato digital, como esta, não conferem declaração de participação uma vez que tal documento apenas será facultado em eventos que prevejam registo prévio e acesso controlado.

 


 

Fonte: manipulação de imagens de teor sexual
Feed: Centro de estudos Sociais – Eventos
Url: www.ces.uc.pt
Back To Top