skip to Main Content

Que papel tem a unidade FCCN na promoção da Ciência Aberta? • FCCN

Publicado em: Que papel tem a unidade FCCN na promoção da Ciência Aberta? • FCCN

A Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), através da unidade FCCN, gere um conjunto de serviços e projetos que têm como objetivo fomentar práticas de Ciência Aberta em Portugal. Conheça alguns dos principais exemplos aqui.

A Ciência Aberta é o movimento que promove práticas de investigação mais abertas e colaborativas, nas quais publicações, dados, software, e outros tipos de produção científica, são partilhados o mais cedo possível e disponibilizados para reutilização. Esta contribui para aumentar o conhecimento do processo científico e a eficiência da investigação, potenciar a cooperação científica e promover um maior impacto social e económico da ciência.

Para se assegurar desenvolvido que toda a investigação que financia é abertamente acessível a todos, eis os serviços da FCT, assegurados pela unidade FCCN, que promovem a prática da Ciência Aberta:

1. B-on e RCAAP

Através destes dois serviços, é possível aos cientistas nacionais aumentarem a visibilidade do seu trabalho e acederem a dados relevantes de outras investigações. A interligação com outros componentes do ecossistema científico, nomeadamente o CIÊNCIAVITAE, tem também um impacto facilitador.

2. Indexar

O INDEXAR consiste numa plataforma que gere a informação sobre repositórios e revistas nacionais digitais nas áreas da ciência, tecnologia e cultura. Com este serviço, é mais fácil aceder à informação científica publicada, consultando dados estatísticos sobre cada um dos recursos ou sobre todo o diretório.

3. Plataforma NAU

A partilha do conhecimento científico apurado pode ser realizada de várias formas. A NAU é uma plataforma de e-learning que permite a unidades de investigação científica criarem cursos abertos, massivos e online que materializam os dados e conclusões em projetos de literacia ou informação, entre outros.

4. Polen

O projeto POLEN vem dar resposta às necessidades da comunidade científica e de ensino na área de Gestão de Dados de Investigação (GDI). Visa, assim, promover os princípios e a prática da Ciência Aberta, assegurando a partilha e a preservação dos dados de investigação gerados no âmbito de projetos financiados com fundos públicos.

5. PTCRIS

O PTCRIS é um programa que visa promover a integração dos sistemas de gestão de ciência das várias entidades que operam no ecossistema académico-científico, tendo em vista o cumprimento do princípio “Registar uma vez, reutilizar múltiplas”. Através de princípios como abertura, desburocratização e simplificação, é possível aproximar os cidadãos da atividade científica nacional, o que vem revelar o impacto do serviço na promoção da Ciência Aberta.

O SciELO permite que revistas sejam publicadas em acesso aberto e alinhadas progressivamente com as práticas de comunicação da Ciência Aberta. Isto, através do aperfeiçoamento e ampliação dos meios, infraestruturas e capacidades de comunicação ou avaliação dos resultados veiculados por estas. 

Mais informações sobre estes serviços da unidade FCCN que têm como intuito impulsionar a Ciência Aberta em: https://www.fccn.pt/ciencia-aberta/

Back To Top