skip to Main Content

Re-imaginar

Re-imaginar

Há cerca de um ano, a designer Rebecca Saladin começou a publicar, no Instagram,  a série Royalty Now, uma obra gráfica baseada em “re-imaginação”, isto é, a apropriação de imagens históricas, em regra, facilmente reconhecíveis e identificáveis, recriadas como personagens contemporâneas.

A criação de uma meta-obra de sentido imediato, é uma abordagem simples, mas não simplista, que inclui informação sobre a figura histórica, sintética e breve, eventualmente anedótica, mas que sustenta a imagem e estabelece uma conexão mais duradoura com o utilizador do Instagram.

Os dados superficiais e fragmentados, sendo uma informação correta, não se transforma em conhecimento acerca da figura, mas pode despertar o interesse do recetor da mensagem, levando-o a assumir-se como protagonista da ação de pesquisa, a associar a informação disponibilizada às informações que já possui, atribuindo-lhe novos significados. Será este, de resto, o objetivo de Rebecca Saladin: criar uma informação baseada na re-criação da imagem, atribuir-lhe novas leituras, propor conexões inusitadas, estabelecendo uma comunicação fugaz e assumindo a validação das narrativas superficiais e rápidas. Esta forma lúdica, diluída e breve de leitura e recolha de informação é talvez a marca da nossa contemporaneidade.



Fonte: Re-imaginar

This Post Has 0 Comments

Comentar

Back To Top