skip to Main Content

Seminário Aberto com Mónica Simas

Publicado em: Seminário Aberto com Mónica Simas

Reflexões sobre a magia: das vanguardas às artes e literaturas indígenas brasileiras

Em 2022, na Bienal “O leite dos sonhos”, organizada por Cecilia Alemani, foram expostas telas de Jaider Esbell (as mesmas da Bienal de São Paulo de 2021), que buscavam fazer alguns diálogos entre diferentes tipos de linguagens artísticas, mostrando campos em disputa e conflitos. Nesse seminário, pretendemos fazer uma revisão arquifilológica da narrativa de Makunaima e revisitar a obra de Jaider Esbell, explorando a emergência das fontes criativas tanto na sua obra quanto nas vanguardas das primeiras décadas do século XX com o objetivo de verificar as negociações e os contrastes das respectivas intervenções mágicas.

Palavras-chave: Modernismo; Surrealismo; arte indígena; magia; cosmovisões.

 

Mônica Muniz de Souza Simas é Professora Associada de Literatura Portuguesa e Brasileira na Universidade de Veneza (Ca’ Foscari). Fez a sua Graduação, Mestrado e Doutorado em Letras na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), onde foi professora de 2001 a 2003. Foi professora da Universidade de São Paulo entre 2003 e 2018, tendo feito nesta instituição a sua Livre-Docência. Foi uma das introdutoras do estudo sistemático do surrealismo português no Brasil, tendo escrito vários artigos. As suas pesquisas envolvem estudos sobre a alteridade, convivências e formas de se pensar o mundo tanto na poesia portuguesa quanto nas literaturas da Ásia em língua portuguesa, particularmente naquela de Macau. A sua principal obra é Margem do destino: a literatura de Macau em língua portuguesa (2007).

Fonte: Seminário Aberto com Mónica Simas
Feed: ILCML
Url: ilcml.com
Back To Top