skip to Main Content

Uma aproximação teórico-prática do debate sobre cooperativismo de plataforma

Publicado em: Uma aproximação teórico-prática do debate sobre cooperativismo de plataforma


Moderação: Eber Quiñónez (ESAC)

Enquadramento

O plataformismo como nova etapa do modo de produção capitalista é uma estratégia de ampliação da extração de mais-valia que tende a se tornar elemento central na alteração da organização do trabalho das empresas contemporâneas. Com a narrativa de que aproxima produtores de consumidores, sob o signo da economia do compartilhamento, transfere para os trabalhadores boa parte das responsabilidades das empresas, fruto de conquistas de décadas da classe trabalhadora. A compra e manutenção dos meios de produção passam a ser responsabilidade dos trabalhadores, as questões previdenciárias e de segurança do trabalho, também. O discurso do empreendedorismo individual adentra na classe trabalhadora, que por vezes defende o modelo, que a submete cada vez mais a uma relação desigual e sem direitos.


Em paralelo, coletivos de trabalhadores também passam a se organizar tendo as plataformas digitais como ferramenta central de estratégia de vendas de seus serviços. Esses coletivos estão regidos pelos princípios da economia solidária? As experiências que estão inseridas no marco do cooperativismo tradicional têm potencial de reduzirem as condições precárias a que o plataformismo tem submetido os trabalhadores? Em aproximação ainda incipiente, pretendo apresentar esse campo de estudos, os diferentes tipos de cooperativas que estão se inserindo no campo conhecido como cooperativismo de plataforma e os debates teóricos-conceituais que emergem da análise dessas iniciativas.

Nota biográfica

Flávio Chedid é Graduado em Engenharia de Produção pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2004), mestre em Engenharia de Produção pela COPPE – Universidade Federal do Rio de Janeiro (2007), Doutor em Planejamento Urbano e Regional pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano da UFRJ (IPPUR/UFRJ), pós-doutor pelo IPPUR/UFRJ com financiamento da CAPES e pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra . É pesquisador do Núcleo de Solidariedade Técnica – SOLTEC/UFRJ – desde 2004, onde atuou em projetos de pesquisa e extensão vinculados às seguintes temáticas: sustentabilidade da cadeia produtiva da pesca, assessoria a empreendimentos de autogestão, políticas públicas voltadas para o associativismo pesqueiro, desenvolvimento local, empresas recuperadas por trabalhadores e cooperativismo de plataforma. Desde 2004 é membro da comissão organizadora do Encontro Nacional de Engenharia e Desenvolvimento Social. Hoje é técnico administrativo no Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social (NIDES) do Centro de Tecnologia da UFRJ, atuando como vice-diretor dessa unidade, e docente do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia para o Desenvolvimento Social (PPGTDS). É autor do livro “Autogestão em Empresas Recuperadas por Trabalhadores” entre outros.

 

Fonte: Uma aproximação teórico-prática do debate sobre cooperativismo de plataforma
Feed: Centro de estudos Sociais – Eventos
Url: www.ces.uc.pt
Back To Top