skip to Main Content

a ciência dissidente e as suas resistências

Publicado em: a ciência dissidente e as suas resistências


Comentário: João Arriscado Nunes (CES/FEUC)

Apresentação

Nas sociedades contemporâneas o conhecimento científico apresenta-se como paradoxal. Por um lado, a ciência subsumida ao capitalismo e ao serviço dos sistemas de opressão, alimenta as máquinas da exploração e vulnerabiliza os povos. É uma das cabeças da hidra capitalista. Por outro lado, e brotando das contradições do processo de subsunção, surgem resistências e alternativas que são mais amplas que a atividade científica em si e que se articulam de forma mais generalizada com as lutas pela emancipação. Nesta sessão será feita uma reflexão sobre a dissidência científica, a sua organização e a forma como esta se articula de forma mais generalizada com as lutas sociais, em particular as ambientais e feministas.

Nota biográfica da Oradora

Irina Castro trabalha no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. Em 2009 licenciou-se em Ecologia Aplicada pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.Em 2011 concluiu o seu mestrado em Engenharia Ambiental e no mesmo ano integrou o CES como bolseira de investigação no projecto “BIOSENSE | O envolvimento da ciência com a sociedade: Ciências da Vida, Ciências Sociais e Públicos”, coordendado por João Arriscado Nunes. Desde então colabora no desenvolvimento, promoção e avaliação de iniciativas de comunicação de ciência e promoção de relações ciência-sociedade, com particular incidência sobre a relação entre sociedade e a biotecnologia. Em 2022 concluiu o doutoramento no programa de Governação, Conhecimento e Inovação (ramo sociologia) no qual desenvolveu a construção ontológica das sementes transgênicas através das práticas dos/as cientistas e das controvérsias científicas. Nos últimos anos tem trabalhado em estreita colaboração com João Arriscado Nunes (CES), Rita Serra (CES) e Raúl García-Barrios, este último investigador do Centro Regional de Investigação Multidisciplinar da Universidade Autónoma do México (CRIM / UNAM). Entre 2014-2017 trabalhou como gestora de projetos do Gabinete de Gestão Projetos do CES, tendo regressado em 2020 a estas funções.


 

Fonte: a ciência dissidente e as suas resistências
Feed: Centro de estudos Sociais – Eventos
Url: www.ces.uc.pt

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back To Top