skip to Main Content

Bibliometria: a nova ameaça para taxonomia zoológica?

Bibliometria: A Nova Ameaça Para Taxonomia Zoológica?

Publicado em: Bibliometria: a nova ameaça para taxonomia zoológica?

Por Ângelo Parise Pinto

A taxonomia biológica, aproximadamente definida como a ciência da classificação, é o campo mais importante para as ciências da vida, principalmente para programas de pesquisa voltados para a biodiversidade, conservação e evolução. Paradoxalmente, o conhecimento científico produzido pelos taxonomistas é erroneamente considerado intelectualmente pobre, antiquado.

Ao lado de outros campos das ciências básicas, a taxonomia sofre com perdas de posições, prestígio, suporte e estrutura. Coletivamente, todos estes aspectos aliados à crise da biodiversidade – altos níveis de extinção que impedem a humanidade de conhecer a diversidade existente antes que ela desapareça – são conhecidos como impedimento taxonômico. Recentemente, um novo ataque potencial aterrorizou a comunidade de zoólogos ao redor do mundo devido à supressão do “mega-journal”, Zootaxa, um veículo líder em taxonomia zoológica, do Journal Citation Reports (JCR) da Clarivate. O periódico foi o único responsável por disponibilizar um quarto de todos os novos táxons nos últimos cinco anos, a maioria deles são espécies novas.

Juntos, outros 32 periódicos, entre 12.000 naquela base de dados, não receberam um Fator de Impacto (FI) no ano corrente. Isso resultou em uma reação de zoólogos em todo o mundo em defesa do periódico, solicitando que a Clarivate revisse sua decisão. Poucas semanas depois, a empresa anunciou sua reintegração. Este evento expôs muitos mitos e abusos de índices bibliométricos. A adoção de índices bibliométricos científicos como o FI tem aumentado muito e tem sido adotada por instituições e organizações para avaliar objetivamente o campo fortemente competitivo das carreiras acadêmicas.

Por exemplo, no Brasil, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), responsável por avaliar os programas de pós-graduação no país, adotou inteiramente estas métricas em sua classificação. Como efeito colateral da busca e luta pela publicação em periódicos de alto impacto está a “mania do Fator de Impacto”. Um impacto muito claro nas carreiras acadêmicas, amplamente percebido, é que um pesquisador acadêmico pode apenas evoluir em sua carreira publicando em periódicos com alto Fator de Impacto. Os periódicos sobre taxonomia, ao menos aqueles dedicados a publicar pesquisas taxonômicas comuns executadas no dia a dia, com a descrição de organismos desconhecidos ou pouco conhecidos, têm baixos índices bibliométricos. Neste contexto, ficamos intrigados se a supressão de algum periódico do JCR realmente afetaria a produção na área taxonômica.

Orientados por esta questão principal, exploramos os índices bibliométricos em um preprint recente publicado1 no servidor SciELO Preprints (Are publications on zoological taxonomy under attack?). Nosso principal objetivo é provocar reflexões com o objetivo de lançar luz sobre aspectos subjacentes aos índices bibliométricos, taxonomia e avaliação da produção acadêmica, bem como o papel dos indivíduos e das megacorporações nesta área. Mostramos, de fato, que Zootaxa possui altos níveis de autocitação e tem seu FI enviesado por estas métricas, porém este fator não necessariamente vinculado à qualidade da pesquisa publicada no periódico. Nossa conclusão é que taxonomia é produzida por taxonomistas, não por periódicos, portanto, taxonomistas, ao invés de focar em métricas de periódicos endossando a vilania de políticas impostas por empresas dominantes, deveriam se engajar com força renovada em ações diretamente ligadas à promoção desta ciência. Convido você a ler o texto completo no SciELO.1

Nota

1. PINTO, A.P., et al. Are publications on zoological taxonomy under attack? SciELO Preprints [online]. 2020 [viewed in 30 September 2020]. DOI: 10.1590/SciELOPreprints.1164. Available from: https://preprints.scielo.org/index.php/scielo/preprint/view/1164/version/1243

Referências

CLARIVATE ANALYTICS [social network]. In: @webofscience [online]. Twitter, July 28, 2020 [viewed in 30 September 2020]. Available from: https://twitter.com/webofscience/status/1288103038121648128?s=08

EBACH, M.C., VALDECASAS, A.G. and WHEELER, Q.D. Cladistics [online]. 2011, vol. 27, no. 5, pp. 550-557 [viewed in 30 September 2020]. DOI: 10.1111/j.1096-0031.2011.00348.x. Available from: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/j.1096-0031.2011.00348.x

InCites Journal Citation Reports Help – Title Suppressions [online]. InCites Help. 2020 [viewed in 30 September 2020]. Available from: http://help.incites.clarivate.com/incitesLiveJCR/JCRGroup/titleSuppressions.html

IOANNIDIS, J.P.A. and THOMBS, B.D. European Journal of Clinical Investigation [online]. 2019, vol. 49, no. 9, e13151 [viewed in 30 September 2020]. DOI: 10.1111/eci.13151. Available from: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/eci.13151

PINTO, A.P., et al. Are publications on zoological taxonomy under attack? SciELO Preprints [online]. 2020 [viewed in 30 September 2020]. DOI: 10.1590/SciELOPreprints.1164. Available from: https://preprints.scielo.org/index.php/scielo/preprint/view/1164/version/1243

WHEELER, Q.D. Introductory: Toward the New Taxonomy. In: WHEELER, Q.D. (ed.) The New Taxonomy, Systematics Association Special Volume Series. Boca Raton: CRC Press, 2008.

Link externo

DORA – San Francisco Declaration on Research Assessment <www.ascb.org/dora/>

 

Sobre Ângelo Parise Pinto

Ângelo Parise Pinto é Professor Adjunto no Departmento de Zoologia na Universidade Federal do Paraná desde 2017, e curador das coleções de Invertebrados e Insetos Aquáticos. Membro do Conselho de Administração da Sociedade Brasileira de Zoologia (SBZ) e da Sociedade Brasileira de Entomologia (SBE), tem interesse em todos os aspectos da biologia comparada, biologia evolutiva e conservação da biodiversidade. Ministra aulas no curso de graduação em Ciências Biológicas e no Curso de Pós-Graduação em Entomologia (PPGEnto – UFPR). É Chefe do Laboratório de Sistemática de Insetos Aquáticos, que se concentra em entender os padrões e processos que modelaram a biodiversidade existente. Os principais projetos são taxonomia, sistemática filogenética, biogeografia e conservação de libélulas e libelinhas sul-americanas.

 

Traduzido do original em inglês por Lilian Nassi-Calò.

PINTO, A.P. Bibliometria: a nova ameaça para taxonomia zoológica? [online]. SciELO em Perspectiva, 2020 [viewed ]. Available from: https://blog.scielo.org/blog/2020/09/30/bibliometria-a-nova-ameaca-para-taxonomia-zoologica/

Fonte: Bibliometria: a nova ameaça para taxonomia zoológica?
Feed: SciELO em Perspectiva
Url (Fonte): blog.scielo.org
This Post Has 0 Comments

Comentar

Back To Top