skip to Main Content

ComunicAÇÃO Não-Violenta: primeiros passos

Publicado em: ComunicAÇÃO Não-Violenta: primeiros passos

Apresentação


A Comunicação Não-Violenta (nonviolent communication) é uma metodologia de comunicação desenvolvida pelo psicólogo Marshall Rosenberg e que oferece a possibilidade de transformar situações de tensão e/ou de conflito através da empatia e conexão.


Há muitas razões para aprender Comunicação Não-Violenta, porque a sua prática promove o autoconhecimento, contribui para a construção de relações humanizadas e para a criação e consolidação de vínculos.


Esta é uma metodologia especialmente importante se desempenha um papel de educador/gestor de equipas/ativista, porque ajuda a trazer coerência entre o que deseja ver acontecer (harmonia nas relações) e como fazer acontecer (através da empatia e conexão). Nesta formação terá a oportunidade de aprender-fazendo esta metodologia (isomorfismo pedagógico).


As sessões desenvolvem-se tendo por base as práticas circulares, especificamente as rodas de conversa, durante as quais se desenvolve uma aprendizagem vivencial da Comunicação Não-Violenta.


O vivenciar de práticas circulares é também relevante para quem pretenda facilitar conversas em grupo, pois possibilita a criação de um ambiente seguro para partilhas de experiências e aprendizagens. Durante as sessões são partilhados materiais complementares para aprofundamento.


Neste curso vamos descobrir de que forma a comunicação não-violenta pode ser um recurso essencial e contribuir para uma cultura de Direitos Humanos.



Destinatários da formação


Todas as pessoas interessadas em transformar a comunicação numa forma de conexão consigo próprias, com o outro, de gerir conflitos de forma humanizada e de contribuir para uma cultura de paz. De especial interesse para quem trabalha ou pretende vir a trabalhar com crianças e jovens, ou que com estes se relacionam – incluindo em espaços educativos como escolas, bibliotecas, ateliers educativos, autarquias locais, ONGs, entre outros. É relevante para professores, educadores, assistentes operacionais, famílias, técnicos de autarquias locais ou outras entidades, ONGs, estudantes e investigadores, bem como para pessoas envolvidas em projetos nestas áreas.



Formadora: 


Diana Silva é enfermeira com experiência de trabalho em projetos nacionais e internacionais de Saúde Comunitária. Esteve em Timor Leste e São Tomé e Príncipe a colaborar na implementação e monitorização de políticas de saúde nos serviços comunitários e na formação de pessoal da saúde. Coordenou o projeto IN-Mouraria Migrantes, com o objetivo de superar as barreiras no acesso aos serviços de saúde pela população migrante e trabalhou como Health Officer e enfermeira num centro de redução de danos para pessoas que usam drogas, localizado em Lisboa.


Paralelamente à sua experiência profissional, foi voluntária e responsável pela gestão e formação de voluntários em diferentes projetos nas áreas da saúde e educação. O que, por sua vez, a levou a aprofundar as suas competências em facilitação e Educação Não Formal. Atualmente é facilitadora de educação não-formal e formadora em Direitos Humanos, Direitos das Crianças e Participação de Crianças e Jovens. Desde 2020 que colabora no projeto VoteDHr – Eleições, Democracia e Direitos Humanos do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra enquanto coordenadora pedagógica e formadora.


Em 2017 fundou o projeto educativo Pirilampos Ed., dirigido a crianças, jovens e adultos, com o objetivo de desenvolver recursos sócio emocionais em corpos saudáveis através de yoga, meditação, educação sócio emocional e comunicação não-violenta.


Uma formação VoteDHr – Eleições, Democracia e Direitos Humanos Formação avançada, investigação e apoio – projeto do Centro de Estudos Sociais da universidade de Coimbra. Visa desenvolver e levar a cabo formação, investigação e apoio, bem como criar redes e parcerias nas áreas dos Direitos Humanos, Eleições e Democracia em geral. Tem por objetivo a consciencialização, especialmente junto de audiências específicas, para a importância destas áreas, apostando num grande poder de multiplicação e de disseminação do conhecimento, de forma teórico-prática. Uma das suas vertentes pretende fazer chegar estas matérias a audiências mais jovens, alicerçando-se na experiência prévia de trabalho, através de abordagens que permitam sensibilizar para estas questões, e contribuir, desejavelmente, para um melhor entendimento do sistema democrático e dos Direitos Humanos junto de uma população com níveis historicamente baixos de participação.

Coordenação:


Carla Luís é coordenadora do VoteDHr – Eleições, Democracia e Direitos Humanos do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. Doutorada em Relações Internacionais pela Universidade de Coimbra, Mestre em Direitos Humanos e Democratização (EIUC) e licenciada em Direito pela FDUNL. Leciona e trabalha na área dos Direitos Humanos, Democracia, Observação Eleitoral, Justiça Eleitoral, entre outras. Formadora certificada BRIDGE. Tem realizado trabalho na área das Eleições e Democracia, com instituições internacionais, como o International IDEA, OSCE-ODIHR, PNUD, entre outras. Membro do International Advisory Board to The Electoral Integrity Project, onde foi investigadora visitante em 2015 (Univers. Sydney/Harvard). Doutorada pela Universidade de Coimbra, com uma tese sobre a ONU e o impacto dos sistemas eleitorais. Autora e coautora de diversos livros e publicações nacionais e internacionais. 

Modalidade da formação


As sessões decorrem via Zoom. Cada sessão tem a duração de duas horas e meia, articulando as componentes teórica e prática.


É desejável a participação ativa dos formandos nas sessões, mantendo a câmara ligada e com condições de ligar o microfone, dado o modelo de formação ter por base as partilhas, sob a forma de rodas de conversa.


Horário: 2ª,4ª e 6ª feiras das 19h às 21h30, 28 de Outubro a 9 de Novembro


Número total de horas: 15


Certificado de frequência: participação em 12h de sessões.


Inscrição: 150€


Antigos alunos VoteDHr: 130€


Bolsas de Estudo: Acreditamos no poder da educação e da formação. Reservamos duas vagas, com isenção de inscrição, para pessoas residentes em Portugal com capacidade financeira limitada. Enviem-nos um e-mail com o CV e Carta de Motivação (uma página) para ceslx@ces.uc.pt a explicar por que motivo vos deve ser atribuída a bolsa. Não é necessária experiência prévia na área. Pessoas a trabalhar com organizações da sociedade civil, contextos e grupos desfavorecidos, minorias, jovens, ativistas, ou outros, são altamente encorajados a concorrer. Prazo limite: 10 Outubro.

 


Formação Certificada: Laboratório Associado – DL n.º 396/2007, de 31/12, DL n.º 63/2019, de 16 de Maio e Estatutos do CES. Certificado emitido após a conclusão do curso.

Fonte: ComunicAÇÃO Não-Violenta: primeiros passos
Feed: Centro de estudos Sociais – Eventos
Url: www.ces.uc.pt

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back To Top