skip to Main Content

da família contemporânea

Publicado em: da família contemporânea


Moderação: Sílvia Portugal (FEUC/CES)

Apresentação

No contexto da próxima criação do Teatrão (estreia a 9 de dezembro), a partir da obra «da familia», de Valério Romão, o Teatrão organiza, em colaboração com o CES, um ciclo de conversas sobre diferentes aspetos do universo familiar contemporâneo.


da família é um conjunto de doze contos escritos por Valério Romão. Com dramaturgia criada por ele, a partir de cinco dessas histórias, o Teatrão levá-las-á a cena a partir de dezembro. Os cinco episódios familiares têm uma estrutura fabulista, mítica e fantástica, embora paradoxalmente cotidiana. Os episódios não estão propriamente localizados nesta ou naquela época, não fazem parte do passado embora também ali estejam, nem são contemporâneos, embora reconhecíveis no dia a dia. Sem terem qualquer pretensão ensaística, ou formal, o tratamento melodramático, no melhor sentido da palavra, tem uma estrutura épica que, de forma inadvertida ou propositadamente, sabe-se lá, desassossega o receptor.



Notas biográficas

Andreia Barbas

Alentejana. Licenciada (2012) e mestre (2014) pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, desenvolveu a sua investigação na área da Sociologia da Família, especificamente, sobre o impacto dos estilos educativos parentais na configuração das relações entre irmãs/os. Participou em diversos projetos de investigação, destacando-se: “Violência Zero_2” centrado na violência doméstica (2013-2015); “FINFAM – Finanças, Género e Poder: Como estão as famílias portuguesas a gerir as suas finanças no contexto da crise?” (2014-2015); “Mobilidade Migratória de Cidadãos Nacionais Emigrantes” (2016). Frequenta atualmente o programa de Doutoramento em Sociologia na FEUC com o projeto: “Sangue e Coração: uma análise sociológica das fratrias contemporâneas” sob a orientação de Sílvia Portugal e financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (2018-2020). Ao longo dos projetos em que participou tem usado simultaneamente técnicas de análise quantitativa e qualitativa, com recurso a softwares específicos para analisar os dados: LimeSurvey, SPSS e MAXQDA. Os seus atuais interesses de investigação centram-se no contributo da performatividade para o entendimento das relações entre irmãs/os, género e questões éticas subjacentes à análise qualitativa.


José Gameiro

José Gameiro nasceu em Lisboa em 1949. É psiquiatra, doutorado em Psicologia e Saúde Mental, e membro fundador da Sociedade Portuguesa de Terapia Familiar. Faz terapia de casal há mais de 30 anos.

Publica semanalmente uma coluna na revista E, do jornal Expresso.

Autor de vários livros, publicou Até que o Amor nos Separe e Até que Consigas Voar com a Matéria-Prima Edições.

Fonte: da família contemporânea
Feed: Centro de estudos Sociais – Eventos
Url: www.ces.uc.pt

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back To Top