skip to Main Content

da família nuclear

Publicado em: da família nuclear


Moderação: Sílvia Portugal (FEUC/CES)



Apresentação


No contexto da próxima criação do Teatrão (estreia a 9 de dezembro), a partir da obra «da familia», de Valério Romão, o Teatrão organiza, em colaboração com o CES, um ciclo de conversas sobre diferentes aspetos do universo familiar contemporâneo.


da família é um conjunto de doze contos escritos por Valério Romão. Com dramaturgia criada por ele, a partir de cinco dessas histórias, o Teatrão levá-las-á a cena a partir de dezembro. Os cinco episódios familiares têm uma estrutura fabulista, mítica e fantástica, embora paradoxalmente cotidiana. Os episódios não estão propriamente localizados nesta ou naquela época, não fazem parte do passado embora também ali estejam, nem são contemporâneos, embora reconhecíveis no dia a dia. Sem terem qualquer pretensão ensaística, ou formal, o tratamento melodramático, no melhor sentido da palavra, tem uma estrutura épica que, de forma inadvertida ou propositadamente, sabe-se lá, desassossega o receptor.



Notas biográficas


Ana Nunes de Almeida*

Nasceu em Lisboa, em 1957. Termina a licenciatura em Sociologia em 1979 (Fac. des Sciences Économiques et Sociales, Univ. Genève). Doutora-se em Sociologia em 1991, no ISCTE. Faz as provas de habilitação na Universidade de Lisboa (2008). É actualmente investigadora coordenadora no Instituto de Ciências Sociais e Presidente do seu Conselho Científico. Foi co-fundadora e coordenadora do Doutoramento InterUniversitário em Sociologia, OpenSoc – Conhecimento para Sociedades Abertas e Inclusivas (consórcio que integra o ICS, ISCSP e ISEG – ULisboa, a FCSH da Nova, o IIFA da UEvora e a Faculdade de Economia da UAlg). É membro do Bureau do Comité de Recherche Sociologie de l’Enfance da Association Internationale des Sociologues de Langue Française, bem pertenceu à Direcção da Research Network Childhood da European Sociological Association. Entre os seus temas científicos preferidos contam-se a família, a infância e a escola. Desenvolve actualmente pesquisa na área das culturas infantis e catástrofes, crianças e animais, a ética na investigação com crianças.


Deolinda Machado

Nasceu em Vermoim, Famalicão, em 1957. Operária e militante da Liga Operária Católica, licencia-se em Ciências Religiosas e conclui mestrado em Ciências da Educação. Trabalhou para o Ministério da Educação. Sempre participou nas atividades sindicais nos seus locais de trabalho, sempre foi sindicalizada, mas nunca foi dirigente sindical. A militância por melhores condições de vida e de trabalho para todos teve-a na LOC, sobretudo depois dos 30 anos. O seu percurso levou-a a presidir à Confederação Nacional de Ação Sobre o Trabalho Infantil (CNASTI) entre 1993 e 1998, que teve um papel importante no combate ao trabalho infantil, particularmente no norte do país. Nos últimos 20 anos pertenceu aos quadros da CGTP – Intersindical, pertencendo à sua Comissão Executiva e Conselho Nacional. Fez parte do Conselho de Opinião da RTP, pertence à direção da associação Ninho, é vice-presidente da direção da LOC da diocese de Lisboa e vice-presidente da Liga Portuguesa dos Direitos Humanos..


____________

*a confirmar

Fonte: da família nuclear
Feed: Centro de estudos Sociais – Eventos
Url: www.ces.uc.pt

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back To Top