skip to Main Content

Devolva-me!

Publicado em: Devolva-me!

Se você me pedisse eu te dava o meu amor

Preferiu roubá-lo e de mim não sou mais senhor.

 

Arrancou do meu peito, sem piedade, o meu coração

Deixando-me assim, um tanto sem ação.

 

Por que o arrancou de mim de modo tão avassalador?

Se você me pedisse eu te dava, não precisava de dor.

 

Pra você eu faria até uma canção

Uma mulher tão bonita, não faltaria inspiração…

 

Agora, com o peito aberto, eu te peço com clamor:

– Devolva meu coração! Quem te pede é um simples trovador.

 

Devolva-me, por favor!

 

 

 


Créditos na imagem: Reproduçao: Mulher e Paisagem, 1931. Di Cavalcanti. Óleo sobre cartão, c.i.d.

 

 

 

SOBRE O AUTOR

Tadeu Goes

Carioca, poeta, autor do livro de poesia Nascente (2018), bacharel em Direito pela Universidade Estácio de Sá, licenciado em História pela Universidade Estácio de Sá, com especialização em História Antiga e Medieval pela Faculdade de São Bento do Rio de Janeiro. Além disso, integra a Liga Universitária de Pesquisadores e Artistas de Carnaval da UFRJ (LUPA Carnaval).

 

Fonte: Devolva-me!
Feed: HH Magazine
Url: hhmagazine.com.br

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back To Top