skip to Main Content

Filosofias da História no Brasil: Júlio Canhada – O Problema de uma Filosofia no Brasil

Publicado em: Filosofias da História no Brasil: Júlio Canhada – O Problema de uma Filosofia no Brasil

A série Filosofias da História no Brasil objetiva apresentar as ideias de brasileiros e brasileiras ainda pouco conhecidos do público acadêmico, os quais, no limiar entre a História e a Filosofia, elaboraram teorias sobre o caráter histórico da realidade no Brasil — não do Brasil ou sobre o Brasil, mas no Brasil.

A cada episódio, então, serão expostas as principais teses filosóficas acerca da historicidade da existência dos pensadores e das pensadoras em foco, desviando provisoriamente o nosso olhar das abordagens canônicas sobre o chamado ‘pensamento social brasileiro’.

Neste primeiro episódio, Júlio Canhada inicia a série questionando os diversos motivos da pergunta por uma Filosofia Brasileira. 

 

Realização:

FORUM História & Filosofia

(Facebook)

 

Núcleo Interdisciplinar de Estudos Teóricos

(Site, Facebook e YouTube)

 

Laboratório de Estudos em Teoria e História da Historiografia

(Site, Facebook, YouTube e Instagram )

 

Apoio:

HH Magazine

(Facebook, YouTube e Instagram)

 

História da Historiografia

(Site e Facebook)

 

Revista de Teoria da História

(Site e Facebook)

 

Sociedade Brasileira de Teoria e História da Historiografia

(Site, Facebook e Instagram)

 

Núcleo de Estudos em História da Historiografia e Modernidade

(Facebook e Instagram)

 

 

 

SOBRE O AUTOR

Júlio Canhada

Júlio Canhada é graduado em Filosofia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da Universidade de São Paulo (USP) (2006) e se tornou mestre em Filosofia Contemporânea pela mesma universidade, em 2011, com a dissertação “A invenção do discurso: filosofia e literatura em Merleau-Ponty”. Suas áreas de interesse abrangiam a fenomenologia, a linguagem e a literatura. Tornou-se doutor em filosofia pela mesma universidade, em 2017, com a tese “Construções de um século: discursos filosóficos no Brasil oitocentista”, sob orientação da Profa. Dra. Marilena de Souza Chaui. Nesse momento se dedica aos estudos de Filosofia no Brasil no século XIX e XX e suas vertentes como evolucionismo, ecletismo, positivismo, bem como ao discurso de legitimação e desqualificação de uma História da Filosofia no Brasil.

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back To Top