skip to Main Content

lutas em torno do género pelo direito de auto-determinação do cuidado e da saúde

Lutas Em Torno Do Género Pelo Direito De Auto-determinação Do Cuidado E Da Saúde

Publicado em: lutas em torno do género pelo direito de auto-determinação do cuidado e da saúde

Resumo


A pandemia da Covid-19 exacerbou a vulnerabilidade de diversas populações geralmente já desprotegidas. Em relação às populações indígenas da América do Sul, a Covid-19 é apenas um dos sucessivos apocalipses que vêm enfrentando há vários séculos. Aquecimento global, extrativismo, ausência de demarcação de terras e diversas outras ameaças às suas existências marcam as vidas e corpos de mulheres e homens indígenas que acumularam diversos conhecimentos e práticas para sobreviver, muitas vezes não reconhecidos, porém expropriados, pela Ciência ocidental.

A pandemia, neste sentido, é um velho novo desafio. Velho porque escancara vulnerabilidades estruturais no acesso e proteção da saúde, novo porque impõe novas lógicas de expropriação e morte que afetam, particularmente, as mulheres indígenas.

Esta edição das  SHARP Talks será dedicada a uma reflexão sobre o modo como a pandemia está a afetar as mulheres indígenas sul americanas na sua saúde sexual e reprodutiva a partir de dois estudos de caso, um da Bolívia, apresentado por Begoña Dorronsoro e outro da Amazônia Equatoriana, apresentado por  David Salas Navarrete.



Notas biográficas

Begoña Dorronsoro, feminista ativista basca com experiência de mais de 10 anos trabalhando e militando em diversas organizações não governamentais para o desenvolvimento (ONGDs) bascas em cooperação internacional para o desenvolvimento dos póvos, com organizações indígenas principalmente da Colômbia, Bolívia e Guatemala. Doutoranda do programa de Pós-Colonialismos e Cidadania Global no CES, Mestre em Estudos Feministas e Graduada em Ciências Biológicas (Ecologia) pela Universidade do Pais Basco U.P.V.-E.H.U. (estado espanhol)

David Salas, (n, 1987) Sociólogo especializado em Ciência Política pela Pontifícia Universidad Católica del Ecuador e mestre em Psiquiatria Social e Cultural pela Universidade de Coimbra. Trabalhou como investigador em ciências sociaisem diversas áreas, como estudos audiovisuais, exclusão social, saúde e saúde mental, e organização e ordenamento do território. Atualmente atua como consultor com autoridades locais e comunidades indígenas fronteiriças da Amazónia central equatoriana, para a articulação de seus interesses e necessidades no planeamento local.


Imagem destacada: As mulheres dos povos Yanomami e Ye’kuana ©VICTOR MORIYAMA/ISA




___________________

Esta atividade realiza-se através da plataforma Zoom, sem inscrição obrigatória. No entanto, está limitada ao número de vagas disponíveis.
https://us02web.zoom.us/j/82384330859


Agradecemos que todos/as os/as participantes mantenham o microfone silenciado até ao momento do debate. O anfitrião da sessão reserva-se o direito de expulsão do/a participante que não respeite as normas da sala.


As atividades abertas dinamizadas em formato digital, como esta, não conferem declaração de participação uma vez que tal documento apenas será facultado em eventos que prevejam registo prévio e acesso controlado.

Fonte: lutas em torno do género pelo direito de auto-determinação do cuidado e da saúde
Feed: Centro de estudos Sociais – Eventos
Url: www.ces.uc.pt
This Post Has 0 Comments

Comentar

Back To Top