skip to Main Content

«Vozes sem Conta» | MARIONET

Publicado em: «Vozes sem Conta» | MARIONET

Apresentação


Ouvir Vozes é um projeto da Marionet em parceria com o Movimento Ouvir Vozes Portugal (MOV), o Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES) e a Rádio Aurora, do Hospital Júlio de Matos que pretende abordar artisticamente o fenómeno de ouvir vozes, retratando o seu significado, a perceção sensorial, as mudanças ao longo da vida, os períodos de crise, mas também os de alternativa e o seu lugar numa narrativa de si mesmo. Pretende-se ainda explorar as formas pelas quais as vozes podem atuar como importantes forças sociais, culturais e políticas. O projeto enquadra-se na nossa atividade de cruzamento disciplinar entre o Teatro e a Ciência, explorando métodos de articulação destes dois campos na transmissão de conhecimento.


O que se propõe, então, é a criação e apresentação pública de um espetáculo de teatro que promova a reflexão sobre o fenómeno, em conjunto com outras iniciativas com o intuito de difundir amplamente o tema.


Nesse sentido, Vozes Sem Conta [M/12 > 75 min > bilhetes 5€ a 10€] é um espectáculo de teatro inspirado e informado pelo fenómeno de ouvir vozes. É difícil, para quem não vive a experiência de ouvir vozes, colocar-se no lugar de quem as ouve. Na tentativa de minorar esta dificuldade fomos, ao longo do processo de criação do espectáculo, aproximando-nos dessa realidade ouvindo e questionando quem vive com ela, e imaginando circunstâncias nas nossas experiências de vida que nos permitissem alcançar o que poderá ser a experiência sensorial de alguém ouvir vozes que as outras pessoas não ouvem.


O teatro vem retratando ao longo dos séculos a experiência humana nas suas mais diversas facetas. Enquanto arte colectiva, resulta da reunião de uma diversidade de visões artísticas, que nós propositadamente exacerbámos na construção deste espectáculo. Por isso, as situações cénicas que o compõem resultam de uma multiplicidade de vozes, e reflectem diferentes perspectivas e sensibilidades face a este fenómeno. Os discursos íntimos destas vozes interiores e aqueles que as ouvem, surgem aqui em papéis principais, numa ficção inspirada em realidades que frequentemente nos ultrapassam.

É surpreendente a diversidade de experiências no universo de pessoas que ouvem vozes. Vozes interiores, exteriores, de pendor negativo ou positivo, injuriosas, elogiosas, sábias, palavrosas, entrecortadas, sussurradas, distantes, conhecidas, desconhecidas, alheias, directas, na segunda ou na terceira pessoa, de pessoas vivas, de pessoas mortas, vozes religiosas, vozes mundanas, vozes que se vêem, vozes de crianças, de adultos, vozes que se transformam. Os limites que conhecemos para aquilo que designamos de realidade são desafiados pelas muitas dimensões deste fenómeno.

Esperamos proporcionar ao público que nos venha visitar uma experiência intensa relacionada com o fenómeno de ouvir vozes e, sobretudo, abrir as portas à reflexão e a uma discussão mais alargada sobre este tema.

 


Financiamento: Direção-Geral das Artes no âmbito do Programa em parceria Arte e Saúde Mental


____________________


Após a apresentação do espetáculo de domingo, 28 de novembro, irá decorrer uma conversa informal com o público, com a participação de Mário Montenegro, diretor artístico da Marionet e encenador do espétáculo Vozes sem Conta; Celina Vilas-Boas em representação do Movimento Ouvir Vozes e Tiago Pires Marquesinvestigador do CES.


A proposta do projeto é a de criação de um espaço onde as equipas artística e de investigação do projeto ‘Ouvir Vozes’ falam sobre o percurso de pesquisa e aprendizagem que conduziu à peça teatral e onde a assistência tem a oportunidade de colocar questões sobre os processos de criação e partilhar pontos de vista sobre o espetáculo.

Fonte: «Vozes sem Conta» | MARIONET
Feed: Centro de estudos Sociais – Eventos
Url: www.ces.uc.pt

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back To Top