skip to Main Content

A revolução em imagens — Uma mostra sobre o 24 de Agosto

Publicado em: A revolução em imagens — Uma mostra sobre o 24 de Agosto

Luís Augusto Costa Dias e Paulo Jorge Fernandes foram os curadores da nova mostra dedicada ao 24 de Agosto de 1820, que vai abrir ao público, na Biblioteca Nacional de Portugal (BNP), no próximo dia 25 de Novembro.

Enquadrada no programa destinado a assinalar o bicentenário da Revolução de 1820, coordenado por Luís Espinha da Silveira e interrompido com o seu desaparecimento, o IHC associou-se à BNP para a realização de uma exposição sobre a iconografia do primeiro liberalismo português, procurando dar a conhecer algumas das principais referências visuais do período revolucionário. Inicialmente prevista para o ano de 2020, foi sucessivamente adiada devido à crise pandémica, mas o IHC e a BNP não abandonaram o projecto, também como forma de homenagem à figura de Luís Espinha da Silveira

Ao contrário do que se havia verificado em França (desde 1789) e em Espanha (desde 1808), o período revolucionário em Portugal foi marcado por uma escassa produção de imagens dos acontecimentos. Contudo, Portugal não esteve ausente da gravura e da caricatura daqueles tempos, aparecendo, sobretudo, nas obras de origem britânica, sendo o país quase sempre identificado pela figura do príncipe regente D. João, embora nunca ocupando o lugar central das cenas retratadas.

A exposição estará patente ao público de 25 de Novembro de 2021 a 22 de Janeiro de 2022, podendo ser visitada, com entrada livre, na Sala de Referência da BNP. Durante o ano de 2022, será ainda publicado um catálogo alusivo à exposição com textos de Paulo Jorge Fernandes, Luís Augusto Costa Dias, José Luís Cardoso, Isabel Lustosa e Maria Alexandre Lousada.

 

Imagem: pormenor de Dia 1 de Outubro de 1820 / Dedicada a excelsa soberania das cortes lusitanas/pelo advogado archangelo de dominicis/se observa o universal regozijo da nação portuguesa mostrando se Lisboa. Constantino de Fontes, gravura a buril por António da Fonseca, ca. 1820. (Fonte)

 

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back To Top