skip to Main Content

Angola, 1961: O “manancial de barbárie e terror” que levou à Guerra Colonial

Publicado em: Angola, 1961: O “manancial de barbárie e terror” que levou à Guerra Colonial

60 anos do início da Guerra Colonial (Público):
– Patrícia Carvalho escreve sobre “Angola, 1961: O ‘manancial de barbárie e terror’ que levou à Guerra Colonial (No início de 1961 multiplicavam-se os avisos e sinais de que a instabilidade estava a aumentar em Angola, mas o nível de violência com que irromperam os ataques a povoações e fazendas do Norte do país, a 15 de Março desse ano, surpreenderam toda a gente. Amanhã passam 60 anos sobre os massacres e os contramassacres que espoletaram a guerra entre Portugal e as ex-colónias) https://www.publico.pt/2021/03/14/politica/noticia/angola-1961-manancial-barbarie-terror-levou-guerra-colonial-1953897
– Manuel Loff: “Nos 60 anos da Guerra Colonial: (des)memória e imaturidade” (As guerras coloniais são o exemplo acabado de guerras combatidas por causas que deixaram de ser aceitáveis, porque são, acima de tudo, a forma agravada da violência colonial, essa violência que é intrínseca a toda a colonialidade).
https://www.publico.pt/2021/03/14/politica/noticia/60-anos-guerra-colonial-desmemoria-imaturidade-1954041

Angola, 1961: O “manancial de barbárie e terror” que levou à Guerra Colonial

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back To Top