skip to Main Content

de paliativo a política permanente e negócio no Sertão semiárido


Moderação: Irina Velicu (CES)

Resumo


Neste Seminário, Andrea Azevêdo e Cidoval Morais, Pesquisadores brasileiros, falarão sobre as políticas de distribuição de água, por meio dos carros-pipa, e os seus impactos no contexto das mudanças climáticas no Semiárido. A atividade será moderada por Irina Velicu (CES).


A ideia é olhar para os carros-pipa, primeiro, como expressão das contradições do modelo de gestão/governança das águas, especialmente no semiárido nordestino. Nesse contexto, é preciso resgatar que as políticas de distribuição de água contemporâneas guardam semelhanças, na essência, com as implementadas antes da Lei das Águas, embora aparentem rupturas. Os carros-pipa assumem, assim, de um lado, a condição de moeda de troca política, particularmente nas escalas locais/municipais; e de outro, estabelecem-se como um grande e lucrativo negócio, que movimenta quantias significativas, com a ‘anuência’ do Estado.


Será um momento para conversar e discutir sobre as mudanças e variabilidades climáticas, as políticas públicas e a gestão racional das águas.

Notas biográficas


Andrea Carla de Azevêdo – É Bacharel em Comunicação Social pela Universidade Estadual da Paraíba – UEPB (1993); Especialista em Marketing e Propaganda Eleitoral pela Faculdade Reinaldo Ramos – FARR/CESREI (2007); Mestre em Desenvolvimento Regional pela Universidade Estadual da Paraíba – UEPB (2012); Concluiu o Curso de Doutorado em Planejamento Urbano e Regional pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – IPPUR/UFRJ/COTUTELA/FEUC/UC (2017) e o Curso de Doutorado em Governação, Conhecimento e Inovação pela Universidade de Coimbra – FEUC/UC/COTUTELA/IPPUR/UFRJ, Portugal (2017). Fez Doutorado Sanduíche no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra – CES/UC, Portugal (2015-2016) e foi bolsista da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro – FAPERJ (2015-2016). Assessorou o Setor de Licitação e a Coordenação de Pesquisa do Instituo Nacional do Semiárido – INSA (2017-2019). Pós-Doutoranda no Centro de Estudos Sociais, da Universidade de Coimbra (2019-2020). Com experiência e publicações com resultados de pesquisas nos seguintes temas: Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Regional; Governação, Conhecimento e Inovação; Políticas Públicas e Desenvolvimento Regional; Políticas Públicas, Água e Desenvolvimento Regional; Gestão e Governança de Recursos Hídricos no Semiárido Brasileiro; Políticas Públicas e Semiárido Brasileiro; Água, Educação Ambiental e Comunidades Tradicionais; Comunicação Pública; Planejamento Urbano e Regional; Planejamento Urbano e Sustentabilidade Ambiental.


Cidoval Morais de Souza – É Bacharel em Comunicação Social pela Universidade Estadual da Paraíba (1995), estudado por Ciências Sociais (1986-90), especializado em Sociologia na Universidade Federal da Paraíba (1997) e em Geociências pela Universidade Estadual de Campinas (2005). Fez Pós-graduação na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) em Sociologia da Ciência e Tecnologia (Abordagem CTS), com orientação da Profa. Dra. Maria Cristina P. Innocentini Hayashi. É professor efetivo da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), vinculado aos Programas de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional. Você pesquisou, estudou, publicou e orientou monografias, dissertações e teses com ênfase siga-nos tópicos: Regionalização Midiática; Educação e Ciência; Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Regional; Políticas públicas e desenvolvimento regional; Água, saúde pública e desenvolvimento regional; desenvolvimento de pequenas e médias cidades. Colabore com o PPGCTS da UFSCar. Publicou / organizou vários livros e artigos temáticos em jornais nacionais e estrangeiros. Tem experiência na área de comunicação midiática (periódico, rádio, revista, televisão, blog, etc.), direção de editores universitários, edição científica, faz roteiros, produção de documentos científicos e históricos.

 


Esta atividade faz parte do Projeto de Pesquisa de Pós-doutoramento de Andrea Azevêdo, Os desafios da gestão dos recursos hídricos e a experiência brasileira no contexto internacional, orientado no CES por Paula Duarte Lopes.

Fonte: de paliativo a política permanente e negócio no Sertão semiárido

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back To Top