skip to Main Content

Projecto de Elisabete Pereira Financiado pela FCT | Notícias

Publicado em: Projecto de Elisabete Pereira Financiado pela FCT | Notícias

O projecto TRANSMAT — Materialidades transnacionais (1850-1930): reconstituir coleções e conectar histórias, coordenado por Elisabete Pereira, foi um dos 312 seleccionados para financiamento no Concurso de Projetos IC&DT promovido pela Fundação para a Ciência e Tecnologia.

O principal objectivo do TRANSMAT é estudar a origem das colecções estrangeiras nos museus arqueológicos portugueses, nomeadamente no Museu Nacional de Arqueologia e no Museu Municipal Santos Rocha, parceiros institucionais do projecto. Como chegaram a Portugal e quando? Quem recolheu os objectos? Com que objectivo foram deslocados dos seus lugares de origem? De que forma foram inseridos nas várias etapas de existência dos museus?

A resposta a estas perguntas vai permitir abrir “novas perspectivas sobre a história do colecionismo e a história dos museus numa perspectiva global, enriquecerá as narrativas históricas, renovará os recursos teóricos e pedagógicos de museus, fornecerá orientação e direção para o futuro das coleções, reforçando ao mesmo tempo o papel dos museus enquanto ‘trusted spaces’ — arenas confiáveis de espaço público, liderança cívica e credibilidade intelectual”, diz-nos a investigadora.

Para além da Elisabete Pereira, vão participar também no TRANSMAT os investigadores do IHC Maria de Fátima Nunes (co-coordenadora) e Quintino Lopes, para além de António Camões Gouveia (CHAM — NOVA FCSH), Joana d’Oliva Monteiro (IHA — NOVA FCSH), Jorge Croce Rivera (CHAIA — UE), Ana Ferreira e Ana Paula Cardoso (Museu Municipal Santos Rocha), António Carvalho e Patrícia Baptista (Museu Nacional de Arqueologia). O projecto recebeu um financiamento de cerca de 250 mil euros para três anos, tendo sido o primeiro classificado ex-aequo no painel Filosofia — História e Filosofia da Ciência, num concurso altamente competitivo onde apenas 5% dos projectos foram financiados.

 

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back To Top